sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Desabafando

Não tinha como não amar o Thiago, como também não há como não lamentar sua ausência. Tínhamos um amor tão lindo, com frutos nossos, que amávamos mais que a nós mesmos. Tínhamos a cumplicidade no olhar, no entendimento mudo, no piscar de olhos que significava "eu te amo", no braço dele que pousava na minha cintura e na minha perna que descansava sobre a dele todas as noite a noite toda. Tínhamos respeito um pelo outro, carinho, cuidado, ternura, que muitos casais perdem ainda no namoro... Tínhamos tantos planos de viagem, roteiros prontos esperando só a oportunidade... Tínhamos projetos a executar, sonhos a concretizar, tínhamos um futuro lindo, bem-sucedido, invejável pela frente. Éramos uma família de comercial de margarina e agora somos exemplo de tragédia... Ai, como dói!

Eu queria tanto realizar os nossos sonhos, Thi. Levar os meninos à Disney e conhcer o Leste Europeu, comprar direitinho nosso apê e decorar do jeitinho que a gente planejou junto, viajar nos fins de semana para uma praia com as crianças e levá-los aos domingos para a recreação no Parque do Cocó... Mas fazer qualquer dessas coisas sem você será um martírio para mim. Está sendo um martírio viver sem você aqui, Thi...

Todo mundo me diz, meu amor, para viver um dia de cada vez. Eu mesma me repito isso, como que para entender e absorver. Mas eu só consigo pensar no lá longe, lá para frente, em que essa dor não me esmague o peito, não me parta ao meio e, enfim, eu consiga de novo encher o pulmão e esticar a coluna.

7 comentários:

Mulher da peste disse...

Penso em vocês assim, ó:

Linha do equador
Caetano Veloso

Luz das estrelas
Laço do infinito
Gosto tanto dela assim
Rosa amarela
Voz de todo grito
Gosto tanto dela assim
Esse imenso desmedido amor
Vai além de seja o que for
Vai além de onde eu vou
Do que sou minha dor
Minha linha do Equador
Esse imenso desmedido amor
Vai além de seja o que for
Passa mais além do céu de Brasília
Traço do arquiteto
Gosto tanto dela assim
Gosto de filha
Música de preto
Gosto tanto dela assim
Essa desmesura de paixão
É loucura do coração
Minha Foz do Iguaçu
Polo sul, meu azul
Luz do sentimento nu
Esse imenso desmedido amor
Vai além de seja o que for
Vai além de onde eu vou
Do que sou minha dor
Minha linha do Equador
Mas é doce morrer neste mar
De lembrar e nunca esquecer
Se eu tivesse mais alma pra dar
Eu daria, isto pra mim é viver
Céu de Brasília, traço do arquiteto
Gosto tanto dela assim
Gosto de filha, música de preto
Gosto tanto dela assim
Essa desmesura de paixão
É loucura do coração
Minha Foz do Iguaçu, polo Sul
Meu azul, luz do sentimento blue
Esse imenso desmedido amor
Vai além de seja o que for
Vai além de onde eu for, do que sou
Minha dor, minha linha do Equador
Mas é doce morrer neste mar de lembrar
E nunca esquecer
Se eu tivesse mais alma pra dar
Eu daria, isto pra mim é viver.

Fica bem! Bjo.

Kamyla disse...

Desabafe quantas vezes for preciso...estaremos sempre aqui para lhe ouvir!!!
Fica bem...

Anna Caroline Nobre Gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anna Caroline Nobre Gomes disse...

Um sábado de muita paz!

Sofia disse...

Mas um dia deixará de ser trágica para ser uma história de Vencedores . Seus pequenos terão orgulho da mãe. E esse amanhã para encher o pulmão e esticar a coluna chegará tb !!!! Que assim seja e assim será !!!! Bjo

JULIANA disse...

Estudei com o Tiago no FB. Hoje estou triste por ele, por você e pelos meninos... Mas vc vai conseguir suportar essa dor dilacerante. De longe torço e rezo por vocês!

Sorri
Djavan

Sorri
Quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos, vazios
Sorri
Quando tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador
Sorri
Quando o sol perder a luz
E sentires uma cruz
Nos teus ombros cansados, doridos
Sorri
Vai mentindo a tua dor
E ao notar que tu sorris
Todo mundo irá supor
Que és feliz

Izabel disse...

Realmente é impossível não sentir saudades,é impossível não sentir dor...sentimentos verdadeiros não desaparecem de uma hora para outra.
Mas vc sabe bem o que mais queria o Thi,o seu Thi...queria vê-la sorrir,realizada...e os sonhos para os seus filhos,combinados juntos...vc vai realizá-los,tenho certeza disso!Vc é guerreira,tem um amor enorme no peito e não por responsabilidade excessiva,e sim por um enorme amor,carinho,vc vai lutar em busca dos sonhos,uma linda maneira de homenageá-lo e encontrarás felicidade SIM!Acredite,ELE não vai te desamparar...