domingo, 13 de maio de 2007

O que eu queria que dissessem...

"Foi uma menina levada, vivia correndo, suada, com arranhões e pequenos traumas nas pernas. Adorava barbies, bicicletas, piscina, banho de chuva, Xuxa, bica da igreja, chicletes, brigar com a irmã mais nova e as amiguinhas do prédio.
Foi uma jovem ousada, rebelou-se cedo, farreou desde muito nova, sempre foi popular na escola, sempre foi a aglutinadora das turmas, fez umas lista de amig@s que guardou do lado esquerdo do peito e todos têm alguma história pra contar dela. Na faculdade, conheceu a liberdade, em todas as suas cores, em todos os seus tons. Foi a época em que mais se descobriu e em que mais vivenciou a diversidade. Entrou socialista e saiu capitalista, como todos.
Foi sempre muito feliz. Levou consigo a felicidade e a alegria de viver pra idade adulta. Mesmo quando os dias eram nublados, mesmo quando a vida dava uma reviravolta, mesmo quando o bolso parecia furado, mesmo sem fé nenhuma, ainda assim, ela tinha dentro de si a força que a fazia prosseguir.
A maternidade mudou sua vida e passou a então para um patamar além. Tornou-se mais tudo, mais amiga, mais humana, mais caridosa, mais solidária, mais fraterna, mais família, mais carinhosa, mais carente, mais atenciosa, mais trabalhadora, mais responsável, mais... Tornou-se mãe.
Amou muito e casou com o homem da sua vida. Aquele com quem ela sempre soube que se casaria. Aquele que foi capaz de mudar sua vida duas vezes. O único capaz de entender e aceitar todas as manias e defeitos dela.
Nasceu, brincou, cresceu, dançou, viveu e amou como só ela poderia fazer."

5 comentários:

Idenilce disse...

ui... gostei muito não. Achei semelhante a despedida, semelhante a adeus para sempre. Fúnebre, sem proposito. O que é que está se passando na vida dessa menina que eu perdi o fio da meada? Onde foi que quebrou o elo da corrente que me deixa hoje curiosa, atônita, com medo ou furiosa? O que significa mesmo esse seu texto?
maevó

Debbie disse...

Achei mto legal! Impressionante como a maternidade realmente muda as pessoas... pra melhor! ;)
Saudade de vc!
Beijos!

Tiago Azevedo de Aguiar disse...

Acho que ela foi uma menina sapeca...
O que sei, é que é uma pessoa adorável!
Olhaaa
Voltei pro orkut, e não te acho.. Isso é muitooo chato...

A.L. disse...

Achei lindo. Me lembrou uma versão mais... mais... feliz (?!), otimista, talvez, de "Epitáfio". :)

Fernando disse...

Risos pelo comentário preocupado de sua mãe... linda ela! Concordo que lembra epitáfio, mas como não o é, fico feliz que trata-se de uma consciência do que é real e não é simplesmente passado.

Estou voltando.

Beijos e muitas felicidades!