quarta-feira, 20 de maio de 2009

O do lado direito da cama

Ele dorme sempre do lado direito da cama, desde que a gente descobriu que esse lado era mais ventilado, mas é o primeiro a acordar nos dias úteis. Ele sempre me acorda com um monte de beijos no pescoço e dá bom dia ao meu mau humor matinal, como quem já está plenamente adaptado. Ele pega as crianças no quarto ao lado e pede que juntos eles matem a mamãe (eu) de beijos. Ele sempre toma banho primeiro e me chama de bicho preguiça quando sai do banheiro. Ao nos despedirmos, ele sempre me beija. E sempre tem um "Amo você bem grandão" ao final dos emails que me manda cotidianamente. Se ele vem almoçar em casa, os meninos ficam em polvorosa com a presença dele e quase não fazem a sesta. E, no fim do dia, enquanto eu corro na esteira, ele mantém nosso bebê acordado pra que eu possa fazê-lo dormir. Depois de tudo, é no peito dele que deito meus dilemas e, em seu ombro, choro meus problemas. É pra ele que conto meus maiores sucessos e com ele divido minhas piores derrotas. É do lado dele que descubro que sou uma mulher já, com casa, marido e filhos. E, nos meus momentos de insegurança, é pra ele a minha primeira ligação. A gente divide um amor sobre-humano por dois pequenos e um bem persistente, inevitável e maduro um pelo outro. Ele, muitas vezes, fala uma língua que eu não entendo, mas a gente sempre se entende quando deixamos que nossos corações se pronunciem. O vínculo que nos une está muito além do anel no dedo da mão esquerda. Tenho certeza que ao final da minha rotina diária, é do lado dele onde quero estar e espero que assim ainda seja no final das nossas vidas.

5 comentários:

Camila disse...

e que assim seja! amém, como dizem os religiosos...

Idê Maciel disse...

É, amém... amém Mamãe

A vida para além de ti! disse...

Meus parabens, porque tens uma familia e um marido que te ama, respeita e ajuda.
Fico feliz por ver que existem mulheres que ainda podem viver o sonho.
beijocas

Debbie disse...

Lindo esse texto! Espero fazê-lo meu tb em breve! :)

Mulher da peste disse...

Que lindo!