quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Cartas para você II

Thi,

Eu não sei onde você está: se aqui do meu lado, segurando minha mão, me ajudando com esse desespero que às vezes toma conta; se lá do outro lado, ou lá em cima, observando de longe e torcendo e cruzando os dedos e fazendo o que pode, resolvendo tudo; se não está mais em lugar nehum, só em lembranças e doces recordações que se repetem e se repetem na minha memória e na de tanta gente que quis (e quer) tanto bem a você. Eu não sei mais. É bom pensar que você ainda existe em algum lugar e me ouve, e me vê, e me ajuda. É bom pensar que você está do lado da sua tão querida vovó Cema ou da Tia Zuleide, ou de outras pessoas que se foram antes de você. É bom pensar que daí você entende tudo, o porquê, a razão e que você vai me ajudar a chegar ao depois disso sem mais percalços e sustos. É confortante pensar assim.

Eu não sei onde você está, eu não sei se está, mas ainda assim eu escrevo para você. Escrevo para dividir tudo isso que me parece absurdo e que parece piada sem graça ou enredo de novela das oito, mas é exatamente a minha vida. Eu escrevo para não me perder de mim mesma e daquilo que a gente planejou e sonhou. Eu escrevo como se fosse possível, através deste processo de expulsão, encontrar respostas e saídas e motivos para seguir em frente. A maior razão de todas já existe incrustada em dois seres que têm nomes de santos, como na música do Renato Russo. Mas eu ainda preciso de motivos para sorrir, para sair de casa, para ser feliz de novo. Na verdade, Thi, eu preciso de você.

Quando essa precisão fica muito dolorosa, eu me agarro ao que eu tenho de você em mim, aos nossos momentos, aos inúmeros sorrisos divididos, às lembranças dos seus carinhos, das suas palavras e das suas inúmeras lições, que hoje me parecem tão importantes. Eu me apego também aqueles dois mini-Thi, um que é a sua cara e o outro que é o seu espírito e, sabe, eles me fazem sorrir e seguir. Eu me apego aos seus escritos, seus emails, suas dedicatórias nos livros, suas músicas, suas fostos pela casa, para lembrar das coisas de que você gostava. Eu me apego a você sem querer deixar que você vá embora de mim.

Mas tem dias, Thi, que não dá tempo nem de lembrar direito, como ontem. E quando eu deito na cama, exausta, com dor nas costas, eu tomo um susto ao perceber que não deu tempo. E nesse momento, eu peço de novo para você aparecer para mim, nos meus sonhos, para me dizer como é aí, onde você está; para me dizer o porquê; para me contar o que aconteceu e o que eu devo fazer de agora em diante. Eu peço com força, Thi. Essa noite eu tenho certeza de que você me atendeu, mas eu não me lembro de quase nada do sonho com você (então pedirei muitas outras vezes). Mas uma coisa, talvez porque tenha sido o que você repetiu mais, eu vou fazer: agradecer a toda essa gente, meu amor, que tem ajudado a mim e aos pequenos. Você não sabia, nem eu, que era (éramos) tão queridos.

Eu também te amo!

Moreninha



Quer comprar na Internet com segurança? Instale grátis o Internet Explorer 8.

9 comentários:

Livia Lessa disse...

MUITO LINDAS SUAS MENSAGENS CELE, FICO MT EMOCIONADA.
QUE DEUS TE DÊ SEMPRE FORÇAS PRA SEGUIR EM FRENTE...
QUE DEUS ILUMINE SEUS PASSOS E SEUS FILHOTES.

BEIJOS!

marcia disse...

Vc expõe tão simplesmente seus sentimentos...Eu sinto como se fosse em mim...Ontem pedi a Deus para se fazer presente em sua vida todos os dias...

ANNA CAMILA disse...

Hoje ao ler seu blog mais uma vez me emocionei... não tenho o que comentar...! muita paz no seu coração!

Kamyla disse...

Todos sempre em minhas orações...e nunca precisa agradecer, pois é de coração!!!!!

Gabriel Leite disse...

Cele, fiquei arrepiado com suas palavras...Continuo na torcida por vc e seus dois pimpolhos...Mil beijos.

j. disse...

lindo o texto, curu.
lindo o amor de vocês dois (ou melhor, de vocês quatro). linda a sua atitude de dividir tudo isso com a gente.
um beijo grande pra ti, pro afilhado querido e pro menino-rebolation (não menos querido).

narinha disse...

Esse "moreninha" era mesmo a cara dele... E repito o que disse várias vezes: onde quer que ele esteja, com toda a certeza, está muuito orgulhoso dessa grande mulher que é você!
Quanto ao quesito " bem-querer", eu nem preciso comentar...
xerão

izabellibarros disse...

Marcele, com ctz o Thiago está te acompanhando e vai te ajudar a seguir e voltar a sorrir,pois é assim que ele quer te ver!
Um forte abraço, que Deus te ilumine!

Izabel disse...

Lindo texto minha querida!Emocionantes!
Suas cartas são o seu mais puro e lindo sentimento...
Sua atitude inteligente com certeza enche seu Thi de orgulho.Vc mesmo sem saber escolheu a maneira mais inteligente e eficaz de colocar as dores,os sentimentos,a insegurança para fora.
Mas tenha certeza;essas atribulações iniciais vão passar,essa enorme necessidade de saber o que houve,por que...tudo isso é muito natural.
A saudade vai se transformando dia após dia...tudo vai se acomodar...
E os seus amigos...são para a vida inteira!
"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que CATIVAS!"
Meu todo carinho hj e sempre!
Luz!!!