segunda-feira, 26 de abril de 2010

Só agora

Agora que a vida entrou nos trilhos. Agora que a poeira baixou. Agora que a rotina não é mais um peso. Agora que a perspectiva de futuro retorna.  Agora que sair de casa não é mais um sacrifício. Agora que o sorriso espontâneo e verdadeiro ressurge. Agora que os olhos não estão mais nublados. Agora que as costas voltaram a ficar retas e a respiração voltou a ser profunda. Agora que os dias correm rapidamente. Agora que o Matheus já convive bem com o assunto. Agora que os pequenos aprendem tantas coisas novas. Agora que os outros param de me olhar com dó. Agora que eu não sinto mais que carrego o peso de uma tragédia. Agora que eu entendo que essa é a minha história e não, um carma. Agora que eu já consigo lembrar dele e sorrir. Agora que não choro até dormir. Agora que não é mais meu primeiro pensamento do dia. Agora que existe a visão do futuro feliz, mesmo com essa cicatriz. Agora que o mundo deu quase cem voltas em torno de si. Agora que eu sei que sou capaz de ir em frente sem ele. Agora que eu descobri que sou mais forte, mais segura, mais independente, mais amada, mais querida, mais amiga, mais presente, mais sensível, mais carente do que supus ser. Agora que eu sei que foi uma fatalidade, foi uma imprevisão, foi um infortúnio, foi um deslize... Agora que eu entendo que "para sempre é sempre por um triz". Ficou só a saudade mais pura; o amor mais persistente; a lembrança mais querida; uma dorzinha fina, daquelas que maltratam, mas não envergam; algumas lágrimas; uma vontade de estar perto e dizer tudo que foi dito um milhão de vezes e dar um abraço apertado, daqueles de doer meu braço por não conseguir abraçá-lo por completo... Agora, sim, eu vivo essa dor. Até então, eu tomava providências.

9 comentários:

Sofia disse...

Sabe Marcele ler isso: "Agora que eu sei que sou capaz de ir em frente sem ele. Agora que eu descobri que sou mais forte, mais segura, mais independente, mais amada, mais querida, mais amiga, mais presente, mais sensível, mais carente do que supus ser." é algo muito gratificante, presenciar toda essa transformação, toda essa mudança, seja ela por que circustância for ! Fico feliz por te ver assim, tão FORTE e mais meiga, se permitindo mais !!!! Muito feliz mesmo !!! Bjos

Andressa disse...

Marcele, tenho te acompanhado a distância, aqui no blog, lamentando nao poder estar mais perto como eu gostaria, mas fico feliz com cada conquista sua, cada momento sofrido, vivido e superado e estarei sempre na torcida para que essa superação se dê por completo, e que além de viver a dor, vc possa, então voltar a ser feliz.
ps: me perdi no tempo e acabei nao participando da rifa, mas estou juntando as notas fiscais e assim q eu conseguir parar, te ligo pra entrega-las, ok? bjo e boa semana.

Flavia disse...

Fico mto feliz por vc querida e adorei te ver bem!bjs

narinha disse...

que feliz eu fico em ler essas palavras,cele!
te adoro! demais!

mulheresdocoveiro disse...

A gente demora de fato para entrar nos eixos.. eu acredito que foi bom para voce ter liberado a dor, ter sentido a dor, e nao ter se privado da dor.
Pq agora voce esta percebendo com consciencia o momento em que voce esta se despedindo da dor. Pode ser ainda que existam alguns momentos confusos, mas a lucidez ja esta te dando amparo. Isso e muito bom. E nao sinta culpa agora, por comecar a viver, de forma alguma.

Accácia disse...

Cheguei atravesdo blog 3x30 e confesso:me emocionei com sua história de vida!
Desejo que daqui por diante sua vida se reestruture e que tenha muitos momentos felizes ao lado de seus filhos!
Não consigo imaginar a dor que viveu e me solidarizo por ter também em minha vida um amor desse quilate!
Toda sorte do mundo pra ti!
Beijo
Accácia

Gabriela disse...

Oi Marcele,é a primeira vez que entro no seu blog querida,e fui as lágrimas e ao mesmo tempo uma admiração enorme pela sua força de vontade.
Deus está sempre com vc!acredite.
Um abraço bem apertado.

Anônimo disse...

oi lindaaaaaaaa , estou por aki mais uma vez , acompanhando o seu crescimento interior , como sua alma é admirável.
abraçosssssssssssssssssssssss

Soraya Tomé

Izabel disse...

Passei uns dias sem net...
Saudades de ler seu blog,de estar pertinho...
Mas...que maravilha ver essa flor que novamente desabrocha,forte,linda,sensível,porém bem responsável com sua beleza,com sua natureza,com o dom da vida!
Meu bjo no seu coração e nos pequenos.
Minha oração,sempre...meu eterno carinho!