quarta-feira, 29 de setembro de 2010

"Arrumei a casa, preparei o coração"*

É um novo ciclo, uma nova fase. É recomeçar a vida, em outro canto, em outro ambiente. É não tê-lo por perto, é não contar com a resolutividade dele, é não dividir as questões práticas quotidianas nem as existenciais com ele. É não ter com quem divagar à noite, é não ter um ombro em que se encaixar, é não ter mais nem as lembranças pelos vãos. É ter a vida inteira pela frente sem ele. É poder escolher tudo sozinha e precisar da opinião dele. É poder dormir esparramada e sentir falta do esprimidinho. É poder espalhar todas as minhas coisas pelo closet e querer brigar por espaço com ele. É colocar pastilhas vermelhas no banheiro e não ter ele por perto dizendo que tá tudo muito feminino. É não ter ideia do que é caro e do que é barato em se tratando de materiais de construção e profissionais. É não ter, não saber e ficar com essa sensação de que eu me perdi dentro da minha própria história.

Mesmo assim, eu tô lá, arrumando a casa, comprando móveis, pagando gesseiro-marceneiro-pedreiro-eletricista, assumindo tudo. É claro que saltam uns cabelos brancos, rói-se umas unhas, sente-se um frio na barriga com medo de não dar conta de tudo e raiva, muitas vezes, da falta de profissionalismo, da demora na entrega, da confusão de todo dia. Mas eu sei que ao final, vou sair de tudo isso mais em pé que entrei e aí, é preparar o coração para D. Felicidade fazer morada.

* Post inspirado na música: Tão sonhada - Banda Eva

Arrumei a casa, preparei o coração,
Esperando sua chegada, tão sonhada.
Vesti o melhor sorriso, espalhei pelo chão
o perfume da rosa mais enfeitada
Pra te colorir e te cobrir de bem querer!
Tá faltando você pra ficar perfeito.
Aprendi a amar, assim do seu jeito
E aceito ser seu e viver esse amor

2 comentários:

felicidadevemprimeiro disse...

Nossa, quanta intensidade!

Vc virou um exemplo de força e superação. Sei que muitas pessoas passam pelo que vc tem passado, mas nem todo mundo externa o próprio sofrimento com tanta força segurança e ao mesmo tempo serenidade.

As vezes tenho uma impressão que tô acompanhando uma novela na qual a protagonista é vc, e que uma hora tudo vai terminar bem.

Um abraço!!!

Anônimo disse...

só repetindo: vcé uma rocha,amiga!
e sua felicidade tá prestes a chegar e fazer morada!
Narinha