sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Curvas no caminho

Eu escrevi isso, em 19/05/2008:

"Felicidade é estar aqui nesse momento, vivendo tudo isso, mesmo que haja dívidas no final do mês, mesmo que haja pobreza no país, mesmo que não dê pra fazer a viagem dos sonhos, mesmo que não se chegue ao lá tão premeditado, mesmo que haja derrotas pelo caminho, mesmo que não seja fácil. Porque há dores, há decepções, há momentos tristes dos quais não vamos querer nos lembrar, há lágrimas, há desilusões, há perdas (de coisas e de pessoas queridas)... Mas têm muito mais valor o sorriso congelado naquela foto de formatura (ou de casamento ou de aniversário) e aquelas pessoas que estão ao redor de você nas fotos do álbum do que as pedras (inevitáveis) que surgem pelo caminho."

Eu perdi um monte pelo caminho e sofri um bocado nos últimos tempos. Não sei como e não sei porque eu não desisto de ser feliz. Muitas vezes, em meio à inundação de lágrimas, eu pensei que não teria mais essa sensação de felicidade a despeito de tudo, mas ela está aqui em mim agora. Uma curva no caminho tira quem você ama, coloca tudo de pernas para o ar e deixa você à flor da pele e à mercê de instintos e intuições. Outra curva no caminho coloca na sua vida gente do bem, gente que entende, gente com quem a conversa flui e você incrivelmente se sente confortável e confortada. Uma curva no caminho pode esconder muitas surpresas. Espero aceitar o que for bom e superar o que for ruim. Não canso de dizer: estou aqui para isso.

3 comentários:

Idê Maciel disse...

Que bom!!! Mil beijos da mamãe

felicidadevemprimeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
felicidadevemprimeiro disse...

Marcele, vc pode achar que não, mas vc É FELIZ.