quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Parto prematuro

Como um parto ao avesso, em que a pessoa desaparece e não aparece; em que a pessoa deixa de ser, em vez de ser; em que some do mundo, em vez de surgir nele. Um parto ao contrário em que a sensação de felicidade, de alegria não existe, em que restam a impotência, a incredulidade, a revolta e que, completando 9 meses, não deixa de pesar e de doer. Um parto às avessas, em que não há o que se comemorar, em que não há a vida inteira pela frente, em que não há.

A saudade do que foi e do que poderia ter sido não deixa de existir. As lembranças mais felizes insistem em reverberar. Em 9 meses, há três estações nos lugares em que o clima permite. E desde lá, foi possível ver as folhas caindo, o frio doer nos ossos e as flores brotarem no hemisfério sul. O calor do verão já dá o ar da graça, mas não derrete o tutano ainda. E o parto prematuro desse amor e dessa história ainda insiste em doer.

Eu não sei como vivi até aqui, eu não sei como vou em frente todo dia, eu só sei que vou. Há 9 meses eu disse para uma das minhas maiores amigas que eu ia me sentir muito sozinha sem ele e, depois de 9 meses, por mais que eu tenha enfrentado todos os leões e sentido falta dele em cada dia, eu descobri que não fiquei sozinha, que tinha gente segurando a minha mão real e virtualmente. Vão-se os primeiros 9 meses de falta, vai-se esmiliguindo o pior ano de toda minha vida, vamos eu e os pequenos para o resto das nossas vidas. A amputação foi cruel e dolorida, mas eu tenho certeza que a gente ainda vai ver um arco-íris com um pote de ouro depois da tempestade.

9 comentários:

Clara del Valle disse...

a-d-o-r-e-i sua idéia de parto ao avesso!

é exatamente como me senti, mas não sabia dar nome.

acho q vou até escrever sobre isso tb... pode?

bjs meus

Sentimentalidades-Todas disse...

Marcele:

Fico feliz de te ver flertando com dias mais coloridos.
... ainda que a saudade e um pouco de pesar te visitem vez por outra.

Parabéns, parabéns por seu continuar.

Bjs
Mônica

Afrodite disse...

Uma declaração dolorida e verdadeira...
Não quero nunca estar no teu lugar.Mas apesar dele vejo que és uma mãe valente e uma mulher corajosa!
"Deus não dá aos seus filhos um fardo maior que ele possa suportar."
Cada um tem sua dor e vc não fugiu a sua.
A enfrentou com valentia.
Te admiro muito Marcel.Nem imagina o quanto.
Eu daqui só posso rezar por vcs e dizer que minhas melhores vibrações são para ti.
Um beijo.
Sincero.
Afrodite

Marisa disse...

Marcele! Hoje quando me lembrei fiz as contas e inevitavelmente comparei a uma gestação e olhando seu texto veja que coincidência. Poxa vida, gostaria muito de lhe dar uma abraço bem apertado. Chegará a hora sim em que tudo será uma lembrança tão doce e suave... Verás minha cara. Admiro você! Cada dia mais. Um beijo enorme na família linda.

Marisa Rocha

Fabrício Romano disse...

Triste e bonito.
Abraços.

Anônimo disse...

O destino une e separa as pessoas
mas nenhuma força é tão grande
para fazer esquecer pessoas
que por algum motivo
um dia nos fizeram felizes.

Izabel disse...

Tenha certeza que sim...
Seu arco-íris está dentro de você,dentro de seu coração!
Tenho certeza que os muitos admiradores que com certeza pegam em sua mão,foram conquistados com essa sua LUZ interior.
O seu amor pela vida,pelos pequenos,pelo Thiaguinho,pelo próximo,será recompensado um dia,com sentimentos verdadeiros e importantes tanto quanto você tem,teve e SEMPRE TERÁ...
"metade de você é amor...e a outra metade também!!!"
Ele e ele estarão ao seu lado hj e sempre!
Meu abraço bem apertado,gostoso,cheio de afeto,carinho,paz.

Lílian Holanda disse...

"Na dimensão do cosmo e no curso da história, somos insignificantes. Depois da nossa morte, tudo continuará igual, como se nunca tivéssemos exixtido, mas na medida da nossa precária humanidade, você é mais importante para mim do que minha própria vida e a soma de todas as outras vidas. Cada dia morrem setenta milhões de pessoas e nascem mais ainda, no entanto, só você nasceu, só você pode morrer."
(Paula - Isabel Allende)

Mariana Hart disse...

Qta sensibilidade!

Amor, dor... parabéns por conseguir expressar de maneira tão bela teus sentimentos.

Um grande Beijo!