segunda-feira, 1 de março de 2010

O pouco que sobrou

Acho que eu também morri um pouco naquele 20 de janeiro. Uma grande parcela de mim se despedaçou na curva da estrada. A batida prensou nas ferragens sonhos e projetos que obviamente também eram meus. Meu coração perdeu um pouco o vigor e bate descompassado desde que aquele outro coração parou de bater. Acho que parte do que eu sou ficou lá, sem eu nunca ter chegado nem perto do local do acidente. O brilho dos olhos, a fé no futuro, a esperança, a alegria de viver ficaram ofuscados por esse clarão. A pancada que ele sofreu foi muito forte, mas a que eu sofri me dobrou os joelhos, me deitou no chão, me fez gritar, me revirou o estômago e me causa crises convulsivas de choro ainda hoje.

A tragédia me levou parte do que havia de melhor de mim, um dos meus principais motivos para sorrir, o amor da minha vida, o pai dos meus filhos, o meu porto, meu cais, meu lar. A tragédia me levou minha segurança, minha estabilidade, meu futuro e uma parcela significativa do meu passado. A tragédia me levou grande parte das minhas certezas e das minhas convivcções. A tragédia me levou meu menino, meu marido, meu amor.

Restaram aqui uma mulher em pedaços, recolhendo e costurando os retalhos de si, e duas crianças que só precisam ser feliz.



Quer comprar na Internet com segurança? Instale grátis o Internet Explorer 8.

10 comentários:

Soraya disse...

Restaram sim pedaços , mais edaços vivos e vibrantes de uma muler forta , e capaz de pegar estes pedacinhos e montar novamente a vida com muitas dificuldades , mais que como ele mesmo dizia Marcele é TUDO NA minha casa.Acredito que estes pedaçinhos vão se fortalecer e vc vai cada vez mais se orgulhar da fortaleza que vc é .
abraçosssssssssss

Sofia disse...

Mas os pedaços serão juntados ....

Kamyla disse...

Só o tempo para juntar todos esses pedaços...continuo com vcs!!!
Forte abraço.

Idê Maciel disse...

Cele,
Cada dia é um novo dia e como tal, é redundante, eu sei, mas um NOVO recomeço...E a cada dia mais e mais te admiro, filha! Nem de longe supões a tua fortaleza... És forte, determinada e com certeza uma mulher abençoada. Todo dia posso testeminhar essa tua força, tua garra, tua determinação. Manter-se assim e ainda inteira é resultado dessa fortaleza que habita em ti. Considero que os retalhos estão sendo costurados com maestria e não hesito dizer, tens te revelado uma excelente cirurgiã... ou, quem sabe, exímia costureira. Filha, conte comigo e com minha oração, sempre!!! bjo no coração!

Anônimo disse...

Tudo Passa… - Chico Xavier
Todas as coisas, na Terra, passam…
Os dias de dificuldades, passarão…
Passarão também os dias de amargura e solidão…
As dores e as lágrimas passarão.
As frustrações que nos fazem chorar…
Um dia passarão.
A saudade do ser querido que está longe, passará.
Dias de tristeza…
Dias de felicidade…
São lições necessárias que, na Terra, passam, deixando no espírito imortal as experiências acumuladas.
Se hoje, para nós, é um desses dias repletos de amargura, paremos um instante.
Elevemos o pensamento ao Alto, e busquemos a voz suave da Mãe amorosa a nos dizer carinhosamente: isso também passará…

Anônimo disse...

Restou o amor, Marcele. A história - eterna - de um grande amor.

Restaram também a lembrança dos momentos felizes; o aprendizado da vida em família; a marca do Thi no seu jeito de agir, de enfrentar os desafios, de encarar a vida; a presença inconteste dele nos seus filhos.

Você restou. Viva. Em pedaços - talvez; com lágrimas nos olhos - é fato, mas você está aqui. E também você pede pra ser feliz. E será.

Restaram ainda os amigos. Os melhores, pois verdadeiros. E eles continuarão do seu lado. Sempre.

Te amo, curu! Beijo de Amã.

Anna Caroline Nobre Gomes disse...

E os pedacos vao se juntar devagarinho de novo, novos. E a marcele de antes nao vai existir mais, mas isso nao significa que nao seja mais a Marcele, sorridente, com planos e sonhos. Mas tudo isso tb será novo.

Abraco forte e um dia lindo.

Anna Caroline Nobre Gomes disse...

Um dia cheio de paz p vcs!

Izabel disse...

"Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo, é renovar as esperanças na vida, e o mais importante, acreditar em você de novo!"
Vc está se saindo como disse sua mamy uma exímia costureira,e o Thi com certeza está cheio de orgulho. O amor,a família construída,os valores praticados,aprendidos,e ensinados,as relações construídas,os momentos felizes...nada apaga!
Seus pequenos merecem ser felizes,e vc vai saber com maestria conduzí-los para a construção dessa felicidade.
Meu todo carinho,minhas orações e meu MAIOR momento de paz!!!

izabellibarros disse...

Pedaços se juntam...vc vai conseguir!!