segunda-feira, 24 de maio de 2010

Mais um da série "Porque eu escrevo"

Date: Sun, 23 May 2010 21:02:52 -0700
From: julianacavalcanti
Subject: blog
To: marcelealencar@hotmail.com



Marcele,
Bom dia! Como já são quase meia-noite aqui em Boston, acredito que você só irá ler esse email amanhã de manhã.
Hoje eu tive um dia daqueles! Na verdade eu estava pensando que hoje tinha sido um dia difícil. Fui ler um pouco pra desviar as idéias, pensar em algo diferente, aprender algo... quando me deparei com seu blog.
Lendo seu blog, meus problemas diminuiram! Minha dor ficou pequena e eu me senti tão ingrata e tão burra de não aproveitar cada minuto do meu dia pra ser feliz, pra dizer as pessoas que eu amo o quanto as amo!
Li seu blog de Dezembro até hoje, sem parar. Chorei mas chorei pra secar dentro de mim toda vontade que eu tinha de chorar! Eu precisava chorar!!! Precisava lavar a alma e por isso não parei de ler! Chorei sua dor sem te conhecer!
Mas lendo o seu blog eu aprendi:
- que o amor entre um homem e uma mulher existe e é lindo! (eu quero um amor assim!)
- que meus problemas são pequenos
- que eu posso e devo acreditar em dias melhores pois se você acredita, eu tenho que acreditar!
-  que devemos ser gratos pelo hoje, pelo agora, pela saúde, pelos amigos, pela família...
- que o tempo de ser feliz é agora!

Obrigada por compartilhar sua história conosco.. Continue firme e forte!
Você não está sozinha!
Juliana Cavalcanti




USE O MESSENGER DENTRO DO HOTMAIL SEM PRECISAR INSTALAR NADA. CLIQUE PARA VER COMO.

3 comentários:

Idê Maciel disse...

Linda carta... Que bom que sua força, sua garra, sua esperança e...(sua fé)estão ajudando gente a se redescobrir... Mas arruma o texto do e-mail, porque está dificil de ler.
E aproveita para corrigir o 'transborda' do texto seguinte. Amo voce incondicionalmente, mamãe!

Lidiane Dantas disse...

Uma lição a cada dia. Fico na espera por uma simples palavra de aprendizado. Aprendo e reaprendo com vc. Abraço bem apertado, cheio de boas energias.

Anônimo disse...

Lindo o e-mail dessa moça, a Juliana. Eu já tive a mesma sensação que ela ao ler seu blog. Realmente, vc não pode parar de escrever!