segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Dá certo, sim!

Não dá certo juntar três pessoas que se adoram numa noite qualquer de um domingo. Não dá certo pedir sangria e pedir de novo e de novo. Não dá certo a intimidade ser tamanha que se pode falar sobre o que quiser, porque as divagações não têm fim. Não dá certo quando uma das três se torna monotemática. Não dá certo ouvir "se joga" e "paciência" na mesma noite. Não dá certo ter um celular nas mãos. Não dá certo ligação DDD ter o mesmo preço de ligação local. Não dá certo lembrar de momentos nostálgicos. Não dá certo falar mal da vida alheia. Não dá certo relembrar o pior momento da vida. Não dá certo comparar dor. Não dá certo destrinchar comportamentos e analisar cada atitude - minha, sua e dela. Não dá certo dolo eventual. Não dá certo embriaguez pré-ordenada. Não dá certo sentir falta do que ainda não se teve. Não dá certo querer o que não se tem. Não dá certo preguiça de querer. Não dá certo ser mulher, adulta, sexualmente ativa, declarar imposto de renda, ter aparência física razoável e não ter ninguém pra chamar de seu. Não dá certo sermos tão diferentes e tão iguais. Não dá certo, não dá certo. Mas deu super certo ontem, Valeu G. e E.!!!
_________________________

E porque faz sentido:

"Aprendi a curar minha ressaca com chá de boldo. Mas nunca me explicaram o que fazer com a solidão. Esse é o tipo de hemorragia que não estanca com band-aid." (http://oquemaisninguemve.blogspot.com/)

8 comentários:

Anônimo disse...

Dá certo DEMAIS!!!
Primeiro pq devo estar bebada ate agora, não obstante ter despertado às 4 da manha; segundo pq é EXTREMAMENTE DIVERTIDO nos reunirmos; e terceiro pq, enquanto os respectivos príncipes não chegam, temos mais é que curtir a vida, chorando, rindo (muito!!!), vivendo e relembrando, "enfin"... Foi 1000!!!
Além do mais, "o que é nosso está guardado", às vezes bem guardado demais, é fato, mas a gente acha!!!
E lembre-se da mesa ao lado: o casal mudo, que não se comunicava nem pela linguagem dos sinais... DEUS ME LIVRE!!! E a pobre moça nos observando e certamente a indagar: como pode três "solteiras" rirem tanto... o que há de errado com elas???" Deveríamos ter respondido: amor próprio, amizade e histórias de vida super interessantes... Nao nos dignamos a vegetar, precisamos viver, e isso rende conversas maravilhosas!!!
Não é todo mundo que tem o privilégio de uma solidão acompanhada!!! hehehehe
E viva a sangria!!!!
G.

Anônimo disse...

blá blá blá

ai, que sono...

hunf!

curu véi feio e chato!

felicidadevemprimeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
felicidadevemprimeiro disse...

hahahahahaha

[CIÚME DETECTED]

Anônimo disse...

Entre sangrias, bem casado, bem solteiras, tesouras amoladinhas, dead couples a la Joel Barish, réguas milimétricas e muita, mas muita risada mesmo, aquele domingo chato e enfadonho terminou provando que ser feliz, a despeito dos contratempos, normalmente é uma questão de escolha. É, não dava pra querer outro lugar! Bjos E.

Sentimentalidades-Todas disse...

As diferenças dos que se querem bem acabam por lhes conferir semelhança.
E como dá certo minhas amizades tão distintas de mim. Me oxigena as idéias e a compreensão do que quero pra viver.

Abraços
Mônica

Anônimo disse...

Sempre digo: quem tem um amigo tem tudo!!!E quem encontrou um a igo encontrou um tesouro. Fica com ciuminho bao Ju,,, Bjs nas 4 Mamae Idê

Marcelo disse...

"Não ter ninguém pra chamar de seu." Concordo com você. Não dá certo. =)